Projeto Renascendo: Nascentes Vivas no Sertão!

Notícias

Onde atuamos

A área de atuação integra a Bacia Hidrográfica do Baixo São Francisco, está situada na unidade geo-ambiental do sertão de Alagoas e Pernambuco, área da caatinga, faz parte do Polígono das Secas, nas regiões hidrográficas dos rios intermitentes Moxotó, Talhada e Capiá, com cursos em Pernambuco e desaguando no Rio São Francisco em Alagoas.

O Projeto Renascendo contribui para a sustentabilidade hídrica da Bacia Hidrográfica do Baixo São Francisco (BHBSF), através da recuperação e conservação da biodiversidade, da disseminação de conhecimentos e práticas, visando a melhoria da convivência com o semiárido e pela garantia da continuidade do fluir das águas das nascentes, uso racional da água e permanência das matas nativas.

Recuperação de 25 nascentes e capacitação de moradores para o processo de recuperação, de modo a tornar essa prática uma ação rotineira a ser executada na região e, consequentemente, amenizar a carência de água e diminuir a incidência de doenças provocadas pela contaminação dessa água utilizada pelos moradores das comunidades rurais proporcionando, assim, melhor qualidade de vida.

– Implantação de 25 pequenos barramentos que servirão, tanto para diminuir os impactos da erosão, como para possibilitar um aumento da recarga dos aquíferos que alimentam as nascentes, através do aumento da infiltração das águas pluviais.

– Reflorestamento (8.75 ha) de matas ciliares das nascentes recuperadas e áreas de recarga barradas da região serrana, contribuindo para a preservação das espécies nativas, preservação/recuperação da fauna e para a sustentabilidade das fontes de água que alimentam os principais efluentes do alto sertão alagoano.

– Instalação de 25 sistemas de irrigação nas nascentes que ofereçam água em abundância de forma a melhorar o uso eficiente da água para produção de alimentos.

– Monitoramento da qualidade da água das nascentes, socializando os resultados das análises de água nas localidades e repassando conhecimentos técnicos sobre doenças transmitidas pela água e formas de tratamento para que a população possa utilizar nas residências.

– Disseminação de práticas de manejo correto dos recursos hídricos, através do diagnóstico da situação das nascentes, de georreferenciamento e coleta de informações das áreas do seu entorno, assim como o mapeamento das comunidades rurais que possuem nascentes e que as utilizam como fonte de abastecimento.