Encontro de formação da Rede Renascendo de Educação Ambiental mobiliza Cuidadoras da Vida

O Encontro de Formação de Multiplicadoras aconteceno dia 14 de novembro de 2018, no município de Tacaratu/PE. Tem como objetivos  o fortalecimento do grupo de mulheres “Cuidadoras da Vida”, a troca de conhecimentos relacionados à segurança hídrica, agroecologia e empoderamento das mulheres, além de atividades práticas como a criação de um canteiro de ervas medicinais e uso da comunicação popular para multiplicação de saberes. O Projeto Renascendo é realizado pelo Instituto Palmas com o patrocínio da Petrobras.

Planejamento das ações das “Cuidadoras da Vida” durante o Encontro do Nó da Rede Renascendo em Água Branca. Foto: André Souza

A formação aborda temas como organização das mulheres e práticas agroecológicas associadas aos saberes populares sobre as plantas medicinais.  O interesse pela formação de grupos de mulheres surge do reconhecimento do papel central que cumprem nas famílias e em suas comunidades, também no compromisso e nível de participação nas ações ambientais. O Encontro reunirá multiplicadoras dos municípios de Tacaratu, Água Branca e Pariconha em Alagoas.

Para a Assessora de Educação Ambiental do projeto, Ana Cristina Accioly, “a educação ambiental é um componente fundamental para toda e qualquer ação que se proponha cuidar do meio ambiente. O Projeto Renascendo pensou a criação da Rede Renascendo de Educação Ambiental e seus “Nós”, em cada um dos seis municípios que compõe o projeto. Incorporadas às atividades de Educação Ambiental, há ações específicas com grupos de mulheres, as “Cuidadoras da Vida”. A ação com as mulheres é duplamente estratégica, pois ao mesmo tempo que possibilita o empoderamento delas no mundo rural, onde foram historicamente oprimidas e destituídas de poder, também convoca e integra ao projeto uma ação feminina de cuidados e sabedorias ancestrais que são preciosos”, ressalta a assessora.

O protagonismo das mulheres sertanejas que expressaram suas aspirações em todas as ações do Projeto Renascendo. Foto: André Souza

Nesta etapa da formação, serão trabalhadas questões de agroecologia com foco na água, empoderamento das mulheres, plantas e ervas medicinais e a comunicação popular, “temas escolhidos pelas Cuidadoras da Vida nos Encontros dos Nós da Rede renascendo”, afirma Ana Accioly.

Durante o Encontro do Nó da Rede Renascendo em Tacaratu/PE, as mulheres indicam e priorizam as nascentes a serem recuperadas. Foto: André Souza

A comunicação popular será tratadacomo uma ferramenta da educação ambiental. Produzir e utilizar conteúdos educativos a partir de celulares e sua disseminação nas redes sociais auxiliam na difusão de práticas agroecológicas, cuidados ambientais e hídricos para um público mais amplo.

O Projeto Renascendo tem o patrocínio da Petrobras, com apoio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Alagoas (SEMARH) e do Colegiado Territorial do Alto Sertão de Alagoas, além da parceria das prefeituras municipais de Água Branca, Mata Grande, Canapi, Inhapi, Pariconha e Tacaratu/PE.

O Instituto Palmas é uma ONG fundada em 2002, com sede em Piranhas, no alto sertão de Alagoas, cuja missão é a promoção do desenvolvimento econômico e social sustentável, dos direitos humanos, da cidadania e da democracia; e a preservação da memória e do meio ambiente.

Serviço:

Encontro de Formação de Multiplicadoresda Rede Renascendo de Educação Ambiental – Tacaratu – Pernambuco

Local: Sede da Associação Mulheres Indígenas Guerreiras Pankararu, localizado na Aldeia Brejo dos Padres em Tacaratu/PE

Data: 14 de novembro de 2018

Hora: 8h às 12h