Rede Renascendo de Educação Ambiental fortalece o protagonismo feminino com as multiplicadoras “Cuidadoras da Vida”

O Projeto Renascendo conclui a primeira fase de formação do grupo de mulheres “Cuidadoras da vida”, são mais de 70 multiplicadoras ambientais que atuam nas comunidades, no intuito da educação hídrica e ambiental. A realização é do Instituto Palmas, com patrocínio Petrobras.

O Encontro das “Cuidadoras da Vida” (26/02) reuniu mais de 30 mulheres multiplicadoras ambientais, dos municípios de Mata Grande, Inhapi e Canapi (AL), que discutiram temas como: segurança hídrica, agroecologia e empoderamento feminino. Além das rodas de conversa e troca de saberes, durante o evento, as participantes criaram um canteiro de ervas medicinais.

O perfil das Cuidadoras da Vidaé de mulheres camponesas, agricultoras e lideranças comunitárias, “a mulher é esse ser que de dentro do seu seio já nasce esse sentimento de cuidado da terra, de respeitar”, explica uma das formadoras, a agricultora Jocelina Santana, sobre a forte relação das mulheres agricultoras com os elementos: terra e água.

Segundo a assistente de educação ambiental do projeto, Sílvia Janayna de Oliveira,  durante esses encontros se discutem temas como: “o empoderamento da mulher, de cuidar da vida, de sua família, da plantação, da alimentação, da saúde, de cuidar da água. Foi uma coisa que percebemos no processo desde o Renas-Ser”, a partir da constatação do protagonismo feminino, da participação, do compromisso com as ações de recuperação dasnascentes e a centralidade na gestão dos recursos naturais.

Mulheres agricultoras e a igualdade de gênero no mundo

As mulheres do campo vivem relações desiguais no acesso aos recursos produtivos, tecnologias e educação. O trabalho realizado com mulheres agricultoras no Projeto Renascendo está alinhado com os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, propostos pela ONU – Organização das Nações Unidas, que defende a igualdade de acesso à educação de qualidade, aos recursos econômicos e a participação política, na tomada de decisões em todos os níveis, por mulheres e meninas.


A Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres, mais conhecida como ONU Mulheres, escolheu como tema do Dia Internacional da Mulher (08/03) em 2019, “Pensemos em Igualdade, Construção com Inteligência e Inovação para a Mudança”. A ONU Mulheres também promove a Campanha Regional, #MulheresRurais, mulheres com direitos, pela autonomia plena das mulheres rurais, indígenas e afrodescendentes da América Latina e do Caribe. 

O Projeto Renascendo é realizado pelo Instituto Palmas, com o patrocínio da Petrobras. Tem o apoio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Alagoas (SEMARH), da Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas (SESAU) e do Colegiado Territorial do Alto Sertão de Alagoas, além da parceria com as prefeituras municipais de Água Branca, Mata Grande, Canapi, Inhapi, Pariconha e Tacaratu/PE.

Encontro de formação da Rede Renascendo de Educação Ambiental mobiliza Cuidadoras da Vida

O Encontro de Formação de Multiplicadoras aconteceno dia 14 de novembro de 2018, no município de Tacaratu/PE. Tem como objetivos  o fortalecimento do grupo de mulheres “Cuidadoras da Vida”, a troca de conhecimentos relacionados à segurança hídrica, agroecologia e empoderamento das mulheres, além de atividades práticas como a criação de um canteiro de ervas medicinais e uso da comunicação popular para multiplicação de saberes. O Projeto Renascendo é realizado pelo Instituto Palmas com o patrocínio da Petrobras.

Planejamento das ações das “Cuidadoras da Vida” durante o Encontro do Nó da Rede Renascendo em Água Branca. Foto: André Souza

A formação aborda temas como organização das mulheres e práticas agroecológicas associadas aos saberes populares sobre as plantas medicinais.  O interesse pela formação de grupos de mulheres surge do reconhecimento do papel central que cumprem nas famílias e em suas comunidades, também no compromisso e nível de participação nas ações ambientais. O Encontro reunirá multiplicadoras dos municípios de Tacaratu, Água Branca e Pariconha em Alagoas.

Para a Assessora de Educação Ambiental do projeto, Ana Cristina Accioly, “a educação ambiental é um componente fundamental para toda e qualquer ação que se proponha cuidar do meio ambiente. O Projeto Renascendo pensou a criação da Rede Renascendo de Educação Ambiental e seus “Nós”, em cada um dos seis municípios que compõe o projeto. Incorporadas às atividades de Educação Ambiental, há ações específicas com grupos de mulheres, as “Cuidadoras da Vida”. A ação com as mulheres é duplamente estratégica, pois ao mesmo tempo que possibilita o empoderamento delas no mundo rural, onde foram historicamente oprimidas e destituídas de poder, também convoca e integra ao projeto uma ação feminina de cuidados e sabedorias ancestrais que são preciosos”, ressalta a assessora.

O protagonismo das mulheres sertanejas que expressaram suas aspirações em todas as ações do Projeto Renascendo. Foto: André Souza

Nesta etapa da formação, serão trabalhadas questões de agroecologia com foco na água, empoderamento das mulheres, plantas e ervas medicinais e a comunicação popular, “temas escolhidos pelas Cuidadoras da Vida nos Encontros dos Nós da Rede renascendo”, afirma Ana Accioly.

Durante o Encontro do Nó da Rede Renascendo em Tacaratu/PE, as mulheres indicam e priorizam as nascentes a serem recuperadas. Foto: André Souza

A comunicação popular será tratadacomo uma ferramenta da educação ambiental. Produzir e utilizar conteúdos educativos a partir de celulares e sua disseminação nas redes sociais auxiliam na difusão de práticas agroecológicas, cuidados ambientais e hídricos para um público mais amplo.

O Projeto Renascendo tem o patrocínio da Petrobras, com apoio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Alagoas (SEMARH) e do Colegiado Territorial do Alto Sertão de Alagoas, além da parceria das prefeituras municipais de Água Branca, Mata Grande, Canapi, Inhapi, Pariconha e Tacaratu/PE.

O Instituto Palmas é uma ONG fundada em 2002, com sede em Piranhas, no alto sertão de Alagoas, cuja missão é a promoção do desenvolvimento econômico e social sustentável, dos direitos humanos, da cidadania e da democracia; e a preservação da memória e do meio ambiente.

Serviço:

Encontro de Formação de Multiplicadoresda Rede Renascendo de Educação Ambiental – Tacaratu – Pernambuco

Local: Sede da Associação Mulheres Indígenas Guerreiras Pankararu, localizado na Aldeia Brejo dos Padres em Tacaratu/PE

Data: 14 de novembro de 2018

Hora: 8h às 12h

Projeto Renascendo realiza Encontro do Nó da Rede de Educação Ambiental em Pariconha

Imagem: Seleção das nascentes em Tacaratu/PE. Foto: André Souza

O Encontro do Nó da Rede Renascendo de Educação Ambiental de Pariconha tem como objetivos, pensar coletivamente sobre a importância e significados das nascentes, elaborar o Plano de Ação de Educação Ambiental, selecionar as próximas nascentes a serem recuperadas, além de iniciar o processo de formação do grupo de mulheres “Cuidadoras da Vida”. O encontro acontece dia 05 de outubro, das  08h às 12h, no Balbinão Show Emanoel Lima, localizado na rua Alto da Boa Vista em Pariconha/AL.

Imagem: Silvia Janayna de Oliveira, assistente de educação ambiental conversa com grupo de mulheres em Água Branca/AL. Foto: André Souza

Para Silvia Janayna de Oliveira, assistente de educação ambiental do projeto,  a participação das comunidades é importante para o fortalecimento da rede de educação ambiental, “o êxito da recuperação das nascentes e a continuidade do projeto dependem diretamente do nível de envolvimento das comunidades, e a educação ambiental é fundamental nesse processo. Para isso, além de trabalharmos a comunidade do entorno das nascentes como um todo, atuamos também em grupos específicos com  a comunidade escolar, com os gestores públicos, com os jovens locais e também com as mulheres, através do grupo Cuidadoras da Vida”, ressalta Silvia Janayna. Os encontros dos Nós da Rede pretendem criar grupos de mulheres nos 6 municípios participantes.

Imagem: Recuperação de nascentes, limpeza, canalização e práticas sustentáveis em Mata Grande/AL. Foto: Kaedla Menezes

O Projeto Renascendo tem o patrocínio da Petrobras, com apoio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Alagoas (SEMARH) e do Colegiado Territorial do Alto Sertão de Alagoas, além da parceria das prefeituras municipais de Água Branca, Mata Grande, Canapi, Inhapi, Pariconha e Tacaratu/PE.

Imagem: Socialização de informações sobre qualidade da água junto às comunidades dos entornos das nascentes em Mata Grande/AL. Foto Kaedla Menezes

O Instituto Palmas é uma ONG fundada em 2002, com sede em Piranhas, no alto sertão de Alagoas, cuja missão é a promoção do desenvolvimento econômico e social sustentável, dos direitos humanos, da cidadania e da democracia; e a preservação da memória e do meio ambiente.

 

Serviço:

Encontro dos Nós da Rede Renascendo – Pariconha – Alagoas

Local: Balbinão Show Emanoel Lima, localizado na rua Alto da Boa Vista s/n

Data: 05 de outubro de 2018

Hora: 8h às 12h

 

Encontro da Rede Renascendo de Educação Ambiental em Inhapi

Participantes expõem as formas e cores encontradas nas nascentes. Foto: André Souza

O encontro do “Nó da Rede” de educação ambiental realizado pelo Projeto Renascendo em Inhapi-AL, no último 10/08, reforça a articulação em espaços coletivos e fortalece os vínculos entre as comunidades, o poder público e a sociedade civil organizada na gestão compartilhada das ações de recuperação e proteção das nascentes.

Sistematização das lendas, formas e cores das nascentes. Foto: André Souza

Durante o encontro foram levantadas informações referentes à percepção da paisagem por parte dos moradores do entorno das nascentes, as formas e as cores dos elementos presentes nas fontes de água, as lendas que fazem parte do repertório cultural local e ambiental.

“Com a educação ambiental proposta pelo projeto, ao mesmo tempo em que ouvimos a comunidade, como utilizam a água, seus desejos e anseios relativos às ações de intervenção nas nascentes, trazemos essas informações para o nosso plano prático de recuperação ecológica”, afirma Silvia Janayna de Oliveira, assistente de educação ambiental do projeto. “Nesse encontro também começamos a discutir com as participantes a formação do grupo de mulheres “Cuidadoras da Vida” e quais atividades e ações elas teriam interesse em desenvolver”, ressalta Silvia.

Silvia Janayna, assistente de Educação Ambiental, fala com participantes. Foto: André Souza

 

O Projeto Renascendo é realizado pelo Instituto Palmas, tem o patrocínio da Petrobras, com apoio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Alagoas (SEMARH), Colegiado Territorial do Alto Sertão de Alagoas, além da parceria das prefeituras municipais de Água Branca, Mata Grande, Canapi, Inhapi, Pariconha e Tacaratu.

O Instituto Palmas é uma ONG fundada em 2002, com sede em Piranhas, no alto sertão de Alagoas, cuja missão é a promoção do desenvolvimento econômico e social sustentável, dos direitos humanos, da cidadania e da democracia; e a preservação da memória e do meio ambiente.

Durante o encontro foi discutida a formação do grupo de mulheres “Cuidadoras da Vida”. Foto: André Souza